E Quando já Não há mais Esperança?


Olhamos e nada parece fazer sentido, deixamos que o tempo se encarregue de nos empurrar dia após dia, ao nosso redor pessoas que parecem estar despercebidas, é como se o mundo nos esquecesse, e aqueles que nos percebem não compreendem apenas por não saberem a dimensão da ferida, do trauma a qual insiste em lembrar-nos que "a dor" esta presente e que não sabe o tempo e hora que permanecerá.
Mas nem tudo está perdido, temos aqueles a qual nos mantêm presos ao mundo que parece estar a cada dia mais sem cor, temos aqueles a qual amamos e que faz de nossos dias coloridos em um cenário a qual o preto e branco tentam se sobrepor.

Permitam-me falar sobre o  dia em que eu me vi sem esperança: 
- Exatamente no dia 23 de junho de 2013 com continuidade no dia 24 para o dia 25 de junho...Foram os dias em que apenas a esperança conseguia manter-me em pé, a "esperança de ter minha filha novamente em meus braços", estávamos em uma UTI Neonatal minha pequena dentro de uma encubadora e eu com toda a minha limitação humana do lado de fora.
O pior aconteceu e 2013 foi o ano mais assustador de minha vida vivido até esse exato momento a qual escrevo. Eu não sabia, mas caminhava dia a dia sem esperança desde aquela data a qual a minha esperança de nada resolveu. 
E, quando chegou perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto, filho único de sua mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade.E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores.E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam), e disse: Jovem, a ti te digo: Levanta-te. E o que fora defunto assentou-se, e começou a falar. Lucas 7:12-14
Essa passagem a Bíblia diz de um "defunto" filho único de sua mãe, que era viúva e com ela ia uma grande multidão, uma viúva a qual nem o nome parece, a qual já não tinha ao marido e naquele momento levava o seu único filho para o cemitério, juntamente com o defunto seria enterrado o que restava de esperança naquela mulher, tempos aquele em que a mulher não podia contar com a independência a qual muitas mulheres de hoje possuem, uma mulher sem marido e agora sem o seu único filho e em meio a multidão que a acompanhava sem exatamente entender a dimensão de suas feridas, ela apenas caminhava. Assim como muitos nos dias de hoje, apenas caminham sem esperança ao meio de uma multidão de gente que parece ignorar ou não entender os seus sentimentos.
A Bíblia nos diz que Jesus ao olhar para aquela viúva moveu-se de intima compaixão por ela, pedindo assim que ela não chorasse, foi até a esquife e ressuscitou ao defunto, devolvendo à mulher o seu filho com vida acompanhado de sua esperança, Jesus enxergou tudo aquilo que ninguém poderia enxergar naquela viúva e movendo-se de intima compaixão fez o que ninguém mais poderia fazer por ela, somente Jesus tem o poder para trazer de volta aquilo que esta perdido, o que já esta morto.

Passado um ano e alguns meses desde o dia do pior trauma de minha vida, posso dizer que eu estava como aquela mulher, o defunto aqui representado é a esperança, a minha e de muitos que talvez possam identificar-se com esse texto.
Caminhava sem esperança até o momento em que Jesus olhou para mim e moveu-se de intima compaixão, ressuscitando aquilo que havia ficado lá traz juntamente com aqueles dias difíceis a qual eu havia passado, coisas ruins acontecem com todos, aconteceu comigo, Jesus sabe o tamanho e proporção da dor por cada um é atingido e Ele supri com seu amor, servir ao Senhor não quer dizer que estaremos livres de dores, não quer dizer que poderemos fugir de sofrimentos, mas em vez de fugir devemos pegá-los e permitir que Deus os curem e use-os...Pois seu olhar atento e misericordioso esta atento sobre nós Ele vai lá no fundo justamente onde ninguém mas pode entrar, sonda toda a intenção de nosso coração, como um filme Ele vê toda trajetória de nossa vida e quando menos esperamos Ele devolve tudo aquilo que nos foi tirado. Assim como com a viúva, assim como é comigo, assim como é com você pois Jesus é o mesmo de ontem, de hoje e de sempre. Deus nos sustém porque precisamos que Ele nos sustente.

Se você estiver sem esperança, lembre-se:
Com Jesus sempre haverá esperança, pois Ele é a própria esperança para aqueles que em Deus confiam.

Dedicatória: Pr. Hellmans Hoffman 
Que com uma maneira simples fez-me entender o objetivo dessa simples mas profunda mensagem, que mesmo sendo um homem muito capacitado por Deus não deixa de ter a verdadeira e única essência do evangelho de Cristo a simplicidade acompanhado de muito amor por seu próximo.


Compartilhar Google Plus

Por: Marileide Goes

O Senhor Jesus sabe precisamente como você foi feito e por que foi criado. Quando algo em sua vida não acontece de maneira adequada, Ele sabe como consertar, quando você erra ou desvia dos  mandamentos de Deus.
Ele sabe como trazê-lo de volta e sabe como agir em meio às piores tragédias e erros de sua vida. 
    Comentários
    Conversas Facebook

1 comentários:

  1. Jesus é o Senhor da vida, Ele traz consolo ao aflito Ele ouve o gemido dos que sofrem,Ele é a esperança quando já neste mundo nada há a fazer. Gosto muito dessa passagem, mas é isso que Ele faz ainda hoje quando desanimamos e parece que tudo vai cair Ele toca o esquife, bom texto.
    Vim também desejar um Natal muito Feliz.
    Obrigado e muita paz de Jesus.
    Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir